Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?

Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?
LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA KIT COLETA Todo cidadão/cidadã pode buscar voluntariamente as assinaturas para o projeto. Disponibilizamos abaixo um kit com o material necessário para o diálogo nas ruas. Clique na imagem acima.

Seguidores

#naovaitergolpe

#naovaitergolpe
Acesse Frente Brasil Popular

sábado, 15 de abril de 2017

ENSAIO EM MEDIOCRIDADE MORAL

ENSAIO EM MEDIOCRIDADE MORAL

"O pecado do PT foi não ter rompido, quando teve a força dos votos, com o esquema putrefato que ligava políticos, grandes empresários e a mídia." - Paulo Nogueira

"Se todo mundo sabia de tudo, por que só agora as coisas apareceram? Perguntou Emílio Odebrecht"
.
Mas é o que eu venho dizendo desde 2005 e ninguem dava ouvidos, como ainda não dá. Desde quando eu vi José Dirceu ser apeado e jogado para as cordas e ninguem, repito, ninguem se dignou a segurar as ondas para que ele tivesse em que se agarrar, ele que era o esteio da administração Lula! Eu brigava para mostrar a insanidade do que estavam fazendo com o país e José Dirceu em um dos pouquíssimos blogs da época, o do Noblat, que me expulsou uma vez e eu voltei sem mudar na minha defesa a Dirceu. Então eles decidiram me banir definitivamente do blog. O Enéas de vez em quando entrava para fazer as suas colocações, mas eram fora de foco porque ele atirava fora do alvo no momento, e não lhe davam atenção. Dirceu seguiu sózinho pela Via Crucis, embora Palocci tenha ido tambem mais tarde e por outro caminho menos espinhoso, mas Dirceu pagou caro porque encerrava em si a arquitetura de uma mudança radical para o país sair das amarras.

Isso que ocorre hoje, então, parece surreal. Porque parece mentira que 12 anos depois persiste a mesmíssima situação política de rompimento com um programa de desenvolvimento nacional. Rompimento liderado por uma gangue que saiu do seio da própria extensão de um governo progressista e autenticamente nacional. Mesmo assim a urgência da situação não consegue fazer o brasileiro parar e pensar na realidade política nacional. Isso tinha que ser feito à fundo! Infelizmente o brasileiro não tem essa perspicácia e por isso não tem a base necessária para agir na urgência que a situação exige. Ele ainda não acordou para a real! Ele prefere ficar empurrando com a barriga esperando que o país dê um surto, pegue no tranco e desenvolva por si só sem a participação de um cadre pensante nacional e sem a mínima consideração para com as regras de excelência.

Do Senado ao Supremo o entreguismo é galopante! Nem me refiro a Câmara porque ali é caso perdido. Então, é um país com uma sociedade fadada ao fracasso nesta conjuntura atual. Porque tem tudo para fracassar e está fracassando sem apelação porque não faz por onde merecer o contrário! É um povo medíocre que espera pelo deusdará! Repare que deus aqui eu fiz questão de colocar no diminutivo e criei um substantivo comum para designar a insignificância da situação criada pelo descuido, mas esperando que seja observada a dimensão do seu oposto, deusnãodá, que encerra a imensidão deste descuido e do desastre consequente!

O descuido é a falta de recursos sobre conhecimento de causa e efeito político-estratégico. É um povo que não se importa com coisa alguma: nem com cultura, nem com moral, nem com o público ou o privado, nem com o governo, apenas com o imediato que mesmo assim lhe foge das mãos e do controle. Esse mesmo controle do qual abrem mão para oferecerem sem a mínima consideração aos seus algozes. Porque mesmo com todas as calamidades que lhe sobrecai é um povo que não faz por onde merecer melhor, é um povo que espera acontecer, que não sabe da hora. Como praxe, depois que a sorte parece lhe falhar, ele fica inerte esperando não se sabe pelo que que lhe tire da miséria. Ele espera por um salvador: um Lula que, se não me engano, é humano e nem de perto se assemelha a um super homem ou semi-deus, apenas um homem, ou como querem muitos pejorativamente, pior que os demais pela falta de educação formal. É uma realidade social consequência da falta de previsão e de ação quando todos os indicadores apontam para um desastre.

Logo, esperar o que de um povo assim? Só miséria e desgraça! E é exatamente isso que lhe está a cair por cima às toneladas! Porque é um povo que não age para impedir a má fortuna - não enxerga um palmo na frente do nariz para desviar do poste, mas vem um trem na sua direção. É um povo que não reage à altura do requerido quando a má fortuna lhe cerca e lhe começa a soterrar. À olhos nús estamos vendo o roubo descarado do patrimonio público e privado e nada fazem. Hoje, fazem greves de um dia, e mesmo assim quando o dia é propício e não vai atrapalhar o andar da carruagem que lhe passa por cima. Greves que mais parecem feriados nacionais! Saem de casa como se fosse festa! Batem panelas em sacadas de apartamentos como se fosse uma banda de música espacial e nutrem egos inflados assistindo clips na mídia no dia seguinte. As passeatas são para demonstrar que sabem fazer número e nada mais do que isso. Uma bala de borracha e meia dúzia de sprays de pimenta é suficiente para debandar uma multidão de pré-orientados políticos sem vontade própria. Nem a mídia se importa porque sabe que pode não se importar e não fará a mínima diferença exceto por alguns comentários na mídia social à noite e no dia seguinte. E segue tudo como antes. A falta de tino e de vergonha da massa de trabalhadores, de líderes sindicais, artistas de circo televisivo e pseudo-intelectuais é arrasadora!

A falta de competência na organização de um movimento socio-político sério é ainda maior! Lideres socias de peso são palhaços à busca de holofotes da mídia ou de reconhecimento em blips ou clips televisivos. Shakespeare deveria estar vivo para fazer uma tragicomédia tupiniquim! Mesmo assim não chegaria a um Medida por Medida. Porque de que adianta medir sem quem repare o comprimento?!

Mas deixando esses comentários como um aparte inconsequente, vamos ao menos inconsequente. O artigo em questão no Blog de Paulo Nogueira deixa em evidência o descambo moral e eu faço questão de sublinhar, porque fez parte da minha dedução política na época em que a situação estava apenas se desenrolando entre 2005 e alguns anos depois quando o núcleo duro do PT achou por bem fazer política de gente grande "matando no peito", para usar a expressão de Roberto Jefferson na época. Seus integrantes e seguidores pensavam que fossem ser aceitos pelo establishment que governa de fato o Brasil desde a independência e pelo círculo da esquerda internacional que parecia fazer vento mas não fez porque o cartel financeiro é quem manda. Por establishment refiro-me à vassalagem tupiniquim que come nas mãos do cartel financeiro internacional que promove e banca esse descambo moral institucionalizado. A mídia, claro, vive do que vaza da camisinha estourada pelo vai-e-vem entre o interesse financeiro e os políticos. Sabendo disso, mas omisso desde a CPI do Banestado para parecer maduro e à altura, o Núcleo Duro do PT fez questão de "matar no peito" os pecados cometidos contra a nação na esperança de ser considerado pelas suas manobras de esconder as monstruosidades e aceitar o toma-lá-dá-cá reinante, esse que hoje Norberto Odebrecht teve que dizer em alto e bom som para que todos abrissem os olhos.

Entretanto, digo enfáticamente que ainda não será desta vez que o brasileiro abrirá os olhos e reaja à altura que a situação exige, porque está claríssimo que é um povo inconsequente e fraco, vítima de um sistema dominado. Os mais espertos, aqueles que acham que estão no comando da oposição à esse pseudo-governo, os pseudo-nacionalistas de plantão, continuarão agindo pensando que estão comprando tempo imaginando que a conjuntura internacional continue lhes dizendo para empurrar com a barriga para que evite uma precipitação política e assim poupar uma convulsão social, ou seja, a vaca não pode ir para o brejo e assim perderem o controle da galinha dos ovos de ouro. Esta é a compreensão da realidade política dessa cambada de inéptos. É de dar risada destes imbecís, porque não são diferentes daqueles que deram o golpe. Eles esperam apenas serem reconhecidos pelos donos do dinheiro para que quando ocorrer uma virada no cenário internacional eles fiquem na vez de ganhar as mesmas benesses que os golpistas ganham, mas dando, é claro, uma melhorada na condição de vida do brasileiro. Afinal, essa é a extensão da visão estratégica de uma pulga sugadora. Pois aí estão hoje, situação e oposição comendo em coxos diferentes lado a lado no mesmo chiqueiro! Quem diz não sou eu, mas o Norberto Odebrecht!

Lula, entretanto, segue absolutamente sózinho pelo país, com multidões de plebeus e de políticos esperando pelo milagre que ele, e só ele, pode fazer por todos. Todos medíocres sem um pingo de vergonha na cara, porque comem merda e insistem em comer merda sem terem iniciativa para fazer qualquer coisa fora do script regido pelos vassalos nacionais à serviço do cartel financeiro internacional!

Insisto. A única saída para esse país no curto, médio e longo prazos é uma GREVE GERAL CONTINUADA até que saiam cospidos Temer e toda a sua gangue de parasitas entreguistas.

Marcos Rebello